Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

O novo eu

Descobri há dias que usava um "da" inexistente no meu nome. Pelo menos, é o que diz um belo documento dactilografado da década de 70, chamado certidão de nascimento. A propósito, pede-se a quem tiver os meus documentos que os queime.
publicado por Paulo Pereira às 11:48
| comentar